Pesquisar
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Varejo cresce até setembro, mas há sinais de recuo

Dos 11 setores examinados, há queda no volume de vendas em três

O indicador mensal de volume de vendas Ibevar – FIA Business School aponta crescimento do varejo entre julho e setembro, mas com instabilidade. O varejo ampliado, que inclui Veículos e Material de Construção, deve crescer 1,11% no período. Mas, no varejo restrito, onde se exclui Veículos e Material de Construção, a projeção é de recuo de 0,21%.  

Dos 11 setores examinados, aponta-se queda do volume de vendas para três: Livros (-10,2%), Móveis e Eletroeletrônicos (-1,2%), Material de Construção (-0,5%). Para quatro segmentos, estima-se estabilidade: Produtos Alimentares, Supermercados, Combustíveis e Material de Escritório. Para os outros segmentos, projeta-se crescimento: Tecidos (3,28%), Produtos de Uso Pessoal (1,8%), Veículos (1,55%) e Produtos Farmacêuticos (1,1%). 

O cenário de vendas no varejo para o período de julho a setembro apresenta um quadro misto, com crescimento geral, mas desempenho bem variado entre os setores. Claudio Felisoni de Angelo, presidente do IBEVAR e professor da FIA Business School, comenta que “esse panorama heterogêneo pode ser associado às incertezas políticas causadas pela queda de braços entre o governo e o Banco Central. Essa situação em relação à taxa de juros e ao controle da inflação, cria um ambiente de incertezas e afeta diretamente o comportamento dos consumidores. 

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

[monica]
Pesquisar

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.