Document
PATROCINADORES

Três em cada quatro empreendedores passaram a vender on-line na pandemia

Um levantamento da Serasa Experian, realizado em fevereiro deste ano para avaliar o impacto da pandemia nas micro, pequenas e médias empresas, revelou que 73,4% destes empreendedores vendiam ou passaram a vender produtos e serviços on-line no período de crise sanitária. Entre estes, 83,1% pretendem continuar a aposta no ambiente digital para realizar seus negócios mesmo quando o cenário acabar.

Conforme a pesquisa, os canais mais utilizados para esta comercialização são, principalmente, as redes sociais. Os entrevistados também buscam alternativas de vendas em sites próprios e oferta de produtos em lojas tipo marketplace (que reúnem diferentes vendedores em uma mesma plataforma digital).

Questionados sobre em quais aspectos o ambiente on-line ajudou nas vendas, a maioria (51,0%) sinalizou que atingir públicos diferentes foi a principal, seguida por ter mais exposição (44,8%), atingir novas regiões (34,5%) e atingir o mesmo público, mas em maior quantidade (29,7%).

“O brasileiro é naturalmente um apaixonado por tecnologia, mas vimos que muitas pequenas empresas precisaram incorporar totalmente o ambiente digital em pouco tempo. No início, esta adoção pode ter sido feita de forma improvisada, mas os negócios têm necessidades distintas e muitos conseguiram encontrar as ferramentas que melhor funcionassem para seu produto, público e região”, destacou Cleber Genero, vice-presidente de Pequenas e Médias Empresas e Identidade Digital da Serasa Experian. “Hoje o mercado também já entendeu essa necessidade das empresas de menor porte e oferece soluções direcionadas para este segmento, o que vai facilitar cada vez mais a adesão e digitalização.”

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.