Document
PATROCINADORES

Trabalho remoto de servidores gerou economia de R$ 1,4 bi

O trabalho remoto dos servidores públicos federais durante a pandemia gerou economia de R$ 1,4 bilhão. O levantamento feito pela Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia divulgado nesta semana, considerou a redução de gastos de custeio (manutenção da máquina pública) de março de 2020 a junho de 2021.

O maior volume de economia foi registrado com passagens e despesas com locomoção, R$ 512,6 milhões deixaram de ser gastos desde o início da pandemia. Seguido de, gastos com diárias em viagens (R$ 450,2 milhões); energia elétrica (R$ 392,9 milhões); cópias e reproduções de documentos (R$ 57,7 milhões); e serviços de água e esgoto (R$ 5,9 milhões). Todos os valores foram atualizados pela inflação do período considerando o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

(Com Agência Brasil)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.