PATROCINADORES

“Somos liberais e liberais não aumentam impostos”, diz Paulo Guedes

Se depender de Paulo Guedes, o governo Bolsonaro não vai aumentar impostos. O ministro da Economia negou, nesta terça-feira (30), que a gestão tenha intenção de encarecer ainda mais a carga tributária brasileira. “Vamos deixar absolutamente claro que somos liberais, e liberais não aumentam impostos, eles simplificam, substituem”, afirmou. A declaração foi dada um dia após o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, ter dito em entrevista à Folha que o governo planeja acabar com a contribuição previdenciária que incide sobre a folha de pagamento e criar um novo tributo sobre transações financeiras.

A afirmação de que o imposto também incidiria sobre o dízimo pago pelos fiéis às igrejas pegou mal entre lideranças evangélicas. O pastor Silas Malafaia, por exemplo, chamou Cintra de “palhaço” e pediu a sua demissão publicamente. Para Guedes, o secretário foi infeliz no comentário. “Ele estava falando que, num futuro próximo, gostaríamos de desonerar a folha de pagamentos. Tributar folha é cruel, perverso”, disse. “Ninguém vai mexer em imunidades de igrejas.”

Por que é importante

Defensor de uma política econômica liberal, Paulo Guedes tem afirmado que pretende simplificar a carga tributária, não aumentá-la

Quem ganha

A comunidade evangélica, que mostrou sua força na discussão

Quem perde

Marcos Cintra, corrigido publicamente por Guedes

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × três =