PATROCINADORES

Setor imobiliário confirma retomada

Depois de um longo período de dificuldades, o setor imobiliário começa a decolar. Os números falam por si. Em São Paulo, as vendas em setembro foram 50% maiores do que a média histórica para o mês e em todo o ano de 2019 o número de lançamentos deverá ser o dobro de 2018. Entre os empreendimentos de luxo, o resultado é ainda melhor, com avanço de 70% das vendas nos últimos doze meses. Em Minas Gerais, segundo levantamento da OLX, a busca por casas e apartamentos para locação cresceu 29% de janeiro a setembro de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado. No crédito imobiliário, as taxas recuaram do patamar de 11% ao em 2017 para os atuais 6,75%, o que fez disparar o número de financiamentos.

Por que é importante

Com o setor imobiliário bem, toda a economia prospera. Segundo estudo pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), apenas as reduções de juros da Caixa para o financiamento de imóveis poderão gerar um impacto de R$ 5,2 bilhões no comércio

Quem ganha

Toda a economia, já que o setor imobiliário é um dos maiores geradores de empregos do Brasil, e as construtoras em particular

Quem perde

A inadimplência. Com juros menores, o crédito imobiliário fica mais barato e, segundo especialistas, o calote tende a diminuir

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − dois =

Pergunte para a

Mônica.