PATROCINADORES

Setor de serviços cresce pelo sexto mês seguido, indica IBGE

O IBGE informou nesta quarta-feira (13) que setor de serviços avançou 2,6% na passagem de outubro para novembro. Esse foi o sexto resultado positivo consecutivo. O ganho acumulado de 19,2% no período, no entanto, ainda é insuficiente para compensar as perdas observadas de fevereiro a maio, no princípio da crise do novo coronavírus. O setor ainda se encontra 3,2% abaixo do patamar pré-pandemia. Em relação a novembro de 2019, o volume de serviços recuou 4,1%. O setor agora acumula retrações de 7,6% no ano e de 6,5% levando conta os últimos 12 meses.

Segundo o IBGE, todas as cinco atividades investigadas na pesquisa tiveram crescimento entre outubro e novembro, com destaque para os transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio, que registrou alta de 2,4%, e serviços prestados às famílias, que subiu 8,2%. Os demais avanços vieram dos serviços profissionais, administrativos e complementares (2,5%), dos serviços de informação e comunicação (0,5%) e de outros serviços (0,5%).

De acordo com o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo, as atividades que estão encontrando mais dificuldades na retomada são aquelas prestadas de forma presencial, por isso, o setor ainda não conseguiu recuperar totalmente o tombo do começo da crise: “Atividades como restaurantes, hotéis, serviços prestados à família de uma maneira geral e transporte de passageiros – seja o aéreo, o rodoviário e ou o metroviário – até mostraram melhoras, mas a necessidade de isolamento social ainda não permitiu o setor voltar ao patamar pré-pandemia”, destacou.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − dezoito =