Document
PATROCINADORES

IGP-M, IPC, IPA, INCC: o que apontam os índices da FGV de julho

Foram divulgados nesta quinta-feira (29) os índices da FGV IBRE sobre preços gerais do mercado, custos da construção civil, preços ao consumidor e ao produtor amplo. Confira:

  • Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M): foi para 0,78% em julho, contra 0,60% no mês anterior. Com isso, acumula alta de 15,98% no ano e de 33,83% em 12 meses. Em julho de 2020, havia subido 2,23% e acumulava alta de 9,27% em 12 meses;
  • Índice Nacional de Custo da Construção (INCC): redução 1,24% em julho, contra 2,30% de junho. Os três grupos componentes do INCC registraram as seguintes variações na passagem de junho para julho: Materiais e Equipamentos (1,75% para 1,52%), Serviços (1,19% para 0,65%) e Mão de Obra (2,98% para 1,12%);
  • Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA): subiu 0,71% em julho, contra 0,42% de junho. A taxa do grupo Bens Finais variou 1,08% em julho. Em junho, o índice ficou em 1,32%. A principal contribuição para este resultado partiu do subgrupo dos alimentos processados, de 2,45% para 1,36%, no mesmo período. O índice relativo a Bens Finais, que exclui os subgrupos alimentos in natura e combustíveis para o consumo, variou 1,13% em julho, ante 1,95% no mês anterior.

Ao consumidor

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) avançou 0,83% em julho, contra 0,57% de junho. Quatro das 8 classes de despesas registraram acréscimo em suas taxas. A principal contribuição veio de Educação, Leitura e Recreação (-0,69% para 2,16%). Vale citar Passagem Aérea, que foi de -7,28% em junho para 24,69% em julho. Também apresentaram altas os grupos Habitação (1,10% para 1,66%), Alimentação (0,31% para 0,59%) e Comunicação (-0,03% para 0,00%).

  • Destaques: gasolina (2,72% para 1,44%), médico, dentista e outros (0,73% para -0,99%), alimentos para animais domésticos (2,60% para 0,91%) e roupas (0,58% para 0,36%);
  • Outros itens: tarifa de eletricidade residencial (3,30% para 5,87%), frutas (-5,59% para -1,04%) e mensalidade para internet (-0,60% para -0,28%). Em contrapartida, os grupos Transportes (1,43% para 0,73%): Saúde e Cuidados Pessoais (0,07% para -0,07%), Despesas Diversas (0,29% para 0,06%) e Vestuário (0,40% para 0,26%) registraram decréscimo em suas taxas de variação.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.