PATROCINADORES

Risco-país cai com aprovação da reforma da Previdência

A aprovação da reforma da Previdência em segundo turno no Senado ajudou a reduzir o risco-país medido pelo CDS (Credit Default Swap) de cinco anos. Na quarta-feira (23), o CDS brasileiro caiu para 127 pontos – menor nível desde 19 de setembro e próximo do patamar de quando o Brasil era classificado como grau de investimento pelas agências de rating, em maio de 2013. No início do ano, antes da tramitação da reforma da Previdência, o título rondava os 200 pontos. Para efeito de comparação, ontem, o CDS do Chile era de 35 pontos e o da Argentina estava em 5.318 pontos. Quanto mais alto o índice, mais arriscado o país é considerado pelos investidores.

Por que é importante

O CDS de cinco anos é um título que protege contra calotes na dívida soberana e funciona como principal termômetro de riscos entre as economias mundiais

Quem ganha

A agenda reformista comandada pelo ministro Paulo Guedes (Economia)

Quem perde

Defensores de políticas populistas e intervencionistas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.