Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

1 comentário

Regime de capitalização deve entrar em reforma da Previdência

Regime de capitalização deve entrar em reforma da Previdência

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou na noite desta terça-feira (8) que a proposta de reforma de Previdência a ser apresentada pelo governo vai incluir a implementação do regime de capitalização. Neste, o dinheiro da aposentadoria corresponde ao que cada trabalhador poupou ao longo da vida. No modelo atual, de repartição, os trabalhadores na ativa bancam os benefícios de quem já se aposentou. Como a população está envelhecendo e as regras para obtenção dos benefícios previdenciários são bastante generosas no Brasil, o número de aposentados é cada vez maior, e a força de trabalho atual não consegue cobrir os custos, o que gera um rombo bilionário no sistema. “Nós estamos tentando justamente salvar as futuras gerações”, disse Guedes. “Primeiro, você tem que salvar essa Previdência que está aí, mas, ao mesmo tempo, para as futuras gerações, queremos criar um novo regime trabalhista e previdenciário.”

Por que é importante
O regime de capitalização garante a sustentabilidade da Previdência no longo prazo, mas pode encontrar mais dificuldades para ser aprovado no Congresso
Quem ganha
Os cofres públicos, que seriam beneficiados no futuro
Quem perde
Categorias profissionais que recebem muito mais do que contribuem no modelo de repartição

Comentários

Envie seu comentário

cinco × quatro =