Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Reformas precisam seguir avançando, diz presidente do BC

Reformas precisam seguir avançando, diz presidente do BC

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta quinta-feira (8) que as reformas econômicas precisam continuar avançado.

“A agenda não para na Previdência. Temos uma agenda progressiva e um plano bem estabelecido para ser atingido no longo prazo”, disse.

Em evento do Banco BTG Pactual, em São Paulo, Campos Neto indicou que a evolução da atividade econômica no país será decisiva para as próximas decisões sobre a taxa básica de juros (Selic), que caiu para a mínima histórica (6% ao ano) na última reunião do Copom, no dia 31 de julho.

O presidente do BC alertou para a desaceleração da economia global em 2019. Campos Neto disse que as projeções estão sendo revisadas para baixo, influenciadas pela disputa comercial entre Estados Unidos e China e pelo envelhecimento da população, especialmente na Europa.

“O que o mundo está dizendo é que vamos ter um crescimento mais baixo por um tempo mais prolongado.”

Campos Neto falou ainda sobre o impacto das tensões geopolíticas. “Preocupa porque as empresas podem mudar suas plantas (fábricas) de lugar e afetar toda a cadeia produtiva já estruturada”, disse. Ele ressaltou que, apesar dos riscos globais, o Brasil está preparado para enfrentar o cenário.

“A inflação está bem ancorada, o volume de reservas é satisfatório e temos feito um trabalho consistente na parte de política monetária.”

Envie seu comentário

14 − 6 =