PATROCINADORES

Puxado pelo agronegócio, PIB cresce 0,4% no primeiro trimestre

A economia brasileira cresceu 0,4% no primeiro trimestre ante o último trimestre do ano passado. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (30) pelo IBGE. Na comparação com o mesmo período de 2017, o avanço foi de 1,2%. E na taxa anualizada (doze meses), o crescimento foi de 1,3%.

Do lado da oferta, o PIB foi puxado pelo agronegócio, que cresceu 1,4% ante o trimestre anterior. A indústria e os serviços tiveram oscilação positiva de 0,1%. Na comparação com o mesmo período do ano passado, o setor agro caiu 2,6%, serviços subiu 1,5% e a indústria avançou 1,6%.

Já do lado da despesa, a alta foi puxada pelos investimentos (0,6% na comparação com o trimestre anterior). O consumo das famílias subiu 0,5% e os gastos do governo caíram 0,4%. Na comparação com o primeiro trimestre de 2017, os investimentos subiram 3,5%, o consumo das famílias 2,8% e os gastos públicos caíram 0,8%.

 

Principais resultados do PIB a preços de mercado
do 1º Trimestre de 2017 ao 1º Trimestre de 2018

Taxas (%)   2017.I   2017.II   2017.III   2017.IV   2018.I*
Acumulado ao longo do ano / mesmo período do ano anterior 0,0 0,2 0,6 1,0  1,2
Últimos quatro trimestres / quatro trimestres imediatamente anteriores -2,2 -1,2 -0,2 1,0 1,3
Trimestre / mesmo trimestre do ano anterior 0,0 0,4 1,4 2,1 1,2
Trimestre / trimestre imediatamente anterior (com ajuste sazonal) 1,1 0,6 0,3 0,2 0,4
 

*Trimestres

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Contas Nacionais

 

 

Por que é importante

O PIB é a soma da riqueza produzida pelo país e um indicador importante – mas não único – para medir o desenvolvimento de uma nação

Quem ganha

Os investimentos que, com a alta no trimestre, somam 16% do PIB, ante 15,5% no primeiro trimestre de 2017

Quem perde

A indústria e os serviços. Setores importantes para o PIB, cresceram aquém do esperado – um sinal de que o ritmo de recuperação da economia ainda é baixo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + nove =

Pergunte para a

Mônica.