Document
PATROCINADORES

Prévia da inflação vai a 8,13% em 12 meses com pressão da gasolina e da energia elétrica

O IBGE divulgou nesta sexta-feira (25) que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que mede a prévia da inflação oficial do país, ficou em 0,83% em junho, acima da taxa observada em maio (0,44%). O IPCA-15 agora acumula alta de 4,13% no ano e um avanço de 8,13% em 12 meses, valor superior aos 7,27% apurados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em junho de 2020, a taxa foi de 0,02%.

Conforme o IBGE, a maior variação na passagem de maio para junho foi em habitação (1,67%), que contribuiu com 0,26 ponto percentual no resultado do mês. O aumento foi puxado pela energia elétrica devido à mudança na bandeira tarifária de vermelha patamar 1 (R$ 4,169) para vermelha patamar 2 (R$ 6,243). O ajuste de bandeira deve-se à crise hídrica que tem exigido o acionamento das termoelétricas, de energia mais cara.

O maior impacto (0,28 p.p.) no período, no entanto, veio dos transportes. O resultado do grupo (1,35%) foi influenciado pela alta nos preços dos combustíveis (3,69%). Embora a gasolina (2,86%) tenha tido uma das menores altas do grupo dos transportes – comparada ao gás veicular (12,41%), ao etanol (9,12%) e ao óleo diesel (3,53%) – tem o maior peso e já acumula variação de 45,86% nos últimos 12 meses.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.