PATROCINADORES

Petrobras anuncia queda e revê política de preços do gás de cozinha

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (18) uma revisão da sua política de preços de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) em botijões de até 13 kg às distribuidoras, após uma disparada de suas cotações em quase 70% desde junho passado. Ao anunciar a revisão, a empresa informou já uma queda de 5% do valor do chamado gás de cozinha a partir de sexta-feira (19). A decisão foi definida pelo presidente da petroleira, Pedro Parente, como “estritamente empresarial”, embora tenha explicado que a principal motivação foi suavizar repasses de reajustes no mercado internacional aos consumidores finais.

Por que é importante

A nova metodologia continuará a ter como referência o preço do butano e propano comercializado no mercado europeu, acrescido de margem de 5%, disse Parente, o que vai garantir que a empresa não terá prejuízo na venda do produto, segundo ele. Os reajustes de preços, no entanto, passarão a ser trimestrais, em vez de mensais, com vigência no dia 5 do início de cada trimestre

Quem ganha

O consumidor poderá ter um alívio após a alta acumulada do valor do gás de cozinha chegar a quase 70% desde junho

Quem perde

A disparada do preço do gás levou a população de baixa renda a buscar alternativas. Parente destacou que um dos motivos para rever a política foram os "riscos à integridade física dos consumidores", assim como a própria concorrência com outros produtos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + quinze =

Pergunte para a

Mônica.