Document
PATROCINADORES

Perspectiva de melhora impulsiona confiança empresarial

A Fundação Getulio Vargas divulgou nesta quinta-feira (31) que o Índice de Confiança Empresarial (ICE) subiu 1,9 ponto em janeiro, para 98,0 pontos – em uma escala de zero a 200 pontos. Essa é a quarta alta consecutiva e o maior nível desde janeiro de 2014 (98,5 pontos). O destaque no mês foi o Índice de Expectativas, que permaneceu acima dos 100 pontos pelo terceiro mês seguido (104,5 pontos). Para Aloisio Campelo Jr., superintendente de estatísticas públicas da FGV IBRE, o resultado mostra um otimismo com a evolução do ambiente de negócios no horizonte de três a seis meses que não se via desde o final de 2012. “Uma parte deste otimismo está relacionada à perspectiva de mudanças na política econômica e na reforma da Previdência, temas que devem continuar sendo relevantes na determinação dos rumos da confiança empresarial ao longo deste primeiro semestre”, destacou.

Por que é importante

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) consolida os índices de confiança de quatro setores: indústria, serviços, comércio e construção

Quem ganha

O Índice de Expectativas (IE-E), que avançou pela sétima vez consecutiva, em 1,7 ponto, para 104,5 pontos, e alcançou o maior nível desde dezembro de 2012 (104,9 pontos)

Quem perde

O Índice de Situação Atual, que cedeu 0,1 ponto, para 90,9 pontos, após dois meses em alta

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.