PATROCINADORES

Pedro Parente: “Petrobras não pode ser usada de forma social”

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, afirmou nesta quinta-feira (24) a investidores que a decisão de cortar em 10% o preço do diesel nas refinarias foi excepcional e que não vai acontecer de novo. Segundo a Folha de S. Paulo, Parente disse que a estatal vai continuar com a política de reajustes e se o governo desejar conceder subsídios, terá que ser feito com o ressarcimento dos custos acordado antecipadamente. “(O governo terá que encontrar) outra diretoria alinhada a essa decisão. O governo tem a visão clara de que a Petrobras não pode ser usada de forma social”, completou o presidente da companhia.

Por que é importante

As ações da Petrobras desabaram cerca de 14% na bolsa brasileira nesta quinta-feira, levando a perda de R$ 47 bilhões em valor de mercado

Quem ganha

O movimento dos caminhoneiros

Quem perde

Pedro Parente, que está sendo questionado pelos investidores por suas decisões à frente da estatal

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.