Document
PATROCINADORES

Parques da Cantareira e do Horto Florestal passam à gestão privada

Única empresa a participar do leilão da B3 em que foram privatizadas as gestões dos parques estaduais da Cantareira e do Horto Florestal, na cidade de São Paulo, nesta terça-feira (14), a Construcap pagou R$ 850 mil pela outorga. O contrato concederá à empresa o direito de comercializar esses ativos ambientais por 30 anos. O valor ofertado está próximo ao lance mínimo de R$ 820 mil.

A empresa é a mesma que obteve a concessão do Parque do Ibirapuera, por meio de uma de suas marcas, a Urbia Gestão de Parques. Para explorar o Ibirapuera e cinco outras áreas de lazer dada capital, a empresa pagou R$ 70,5 milhões à prefeitura. Segundo o governador João Doria (PSDB), no caso da Cantareira e do Horto, “o valor da bolsa não é baixo”. Pelo contrato, a empresa estpa comprometida em investir R$ 50 milhões nos dois parques, sendo que R$ 25 milhões serão pagos nos primeiros seis anos do arrendamento.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.