PATROCINADORES

Para CNI, agenda de reformas vai permitir crescimento a longo prazo

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) reduziu de 2% para 0,9% sua previsão de crescimento do PIB para este ano, segundo informe divulgado nesta quinta-feira (25). A entidade também revisou para baixo sua estimativa de crescimento da atividade industrial, de 1,1% para 0,4%. A projeção de crescimento do consumo das famílias caiu de 2,2% para 1,5% e a perspectiva para a expansão do investimento recuou de 4,9% para 2,1%. A CNI destacou que a economia brasileira precisa de estímulos para superar o atual quadro de estagnação e defendeu que os poderes Executivo e Legislativo prossigam tocando a agenda de reformas, que são fundamentais para permitir o crescimento a longo prazo.

Por que é importante

A CNI é a principal representante da indústria brasileira

Quem ganha

A defesa da agenda reformista, para que a economia retome o crescimento sustentado

Quem perde

A recuperação do mercado de trabalho, que deverá ser tímida em 2019

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 12 =

Pergunte para a

Mônica.