Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

O que mostram os dados do Caged

O que mostram os dados do Caged

Apesar de o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) ter caído em janeiro e fevereiro, os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam que o Brasil criou 179.543 novas vagas formais de trabalho no primeiro trimestre de 2019. Segundo a prévia do PIB (Produto Interno Bruto) feita pelo BC, a economia brasileira recuou 0,31% no primeiro mês do ano e 0,73% no mês seguinte.

Economista da consultoria Tendências, Thiago Xavier explica que algumas questões pontuais afetaram de forma atípica os resultados do emprego com carteira assinada. “A mudança da data do Carnaval, que ocorreu apenas em março, colaborou para o avanço expressivo das vagas formais em fevereiro e a queda no mês seguinte. O número de dias úteis no mês tem um impacto sobre contratações e demissões”, analisa. “O próprio Ministério da Economia informou que algumas empresas anteciparam admissões para fevereiro e outras adiaram desligamentos para março.”

Na opinião do analista, a comparação entre os dados de 2018 e 2019 do IBC-Br mostra que a economia do país está se recuperando, mas o recuo na série dessazonalizada – que mede o desempenho da atividade em relação ao mês anterior – prova que a retomada encontra obstáculos no cenário atual. Levando em conta a comparação interanual, o índice teve alta de 2,49% em fevereiro. “As empresas ainda estão ajustando sua situação financeira. O ambiente é restritivo aos investimentos e contratações, principalmente formais”, afirma. “O quadro de muita incerteza política também atrapalha.”

Envie seu comentário

nove + dez =