PATROCINADORES

Número de novas empresas cai 23,2% no segundo trimestre

Um levantamento da Boa Vista, divulgado nesta segunda-feira (3), mostra que o número de novas empresas caiu 23,2% no segundo trimestre em relação aos três primeiros meses de 2020. A queda foi de 16% levando em consideração o mesmo período de 2019. O indicador desacelerou no acumulado em quatro trimestres, ao passar de uma alta de 16,5% em março para um avanço de 8,1% em junho, menor patamar desde setembro de 2017, quando atingiu 7%. Na classificação por forma jurídica, a variação trimestral mostrou redução de 21,6% nas aberturas para MEIs e de 29,8% nos demais tipos de empresas. Já em termos de composição, as MEIs representaram 82% dos casos no semestre encerrado em junho contra 18% das outras formas jurídicas. Quando analisada a composição das novas empresas por setores, o levantamento mostrou que o setor de serviços atingiu 61,5% de representatividade no semestre (acumulado do ano), estando maior que os 61,2% observados no mesmo período do ano passado. Mantida a base de comparação, o comércio apresentou leve aumento na participação, avançando para 30,3% (+0,4 ponto percentual). No sentido contrário, a indústria caiu para 7,1% (-0,7 pp). A pesquisa foi feita a partir das novas empresas registradas na Receita Federal, considerando todo o território nacional.

Por que é importante

O resultado aponta que a pandemia do novo coronavírus reduziu o ímpeto para a abertura de novos negócios no país

Quem ganha

O pragmatismo diante do cenário de crise no período

Quem perde

Empreendedores que tiveram suas iniciativas interrompidas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + nove =