PATROCINADORES

Nova paralisação dos caminhoneiros é um fiasco

Deflagrada na manhã desta segunda-feira (10), a nova paralisação dos caminhoneiros não tem tido a adesão esperada dos membros da categoria. Dos três pontos considerados estratégicos para o tráfego de caminhões que foram fechados, dois já foram liberados pelos manifestantes: a Reta da Alemoa, em Santos, e o trecho da Dutra que passa por Pindamonhangaba (SP). A parte da rodovia que passa por Volta Redonda (RJ) ainda registra bloqueio. O movimento ocorre em resposta à decisão de Luiz Fux, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspendeu temporariamente a cobrança de multas relativas ao descumprimento dos preços mínimos da tabela do frete, na semana passada. Importantes entidades do setor, como a Confederação Nacional dos Transportes (CNT), se posicionaram contra a nova paralisação.

Por que é importante

O STF ainda vai decidir sobre a constitucionalidade da tabela do frete, uma das reivindicações da greve que parou o Brasil em maio

Quem ganha

A economia, que não deve encarar mais uma crise no fim do ano

Quem perde

Caminhoneiros adeptos ao movimento, que parecem ter se precipitado

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − três =

Pergunte para a

Mônica.