PATROCINADORES

Mundo ultrapassa 800 mil mortes por covid

As mortes por covid-19 ultrapassaram a marca de 800 mil no mundo neste fim de semana, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos. São mais de 23,2 milhões de casos, segundo a instituição, que monitora dados da doença em 188 países. O Brasil aparece como o segundo país em números de mortes e de casos, com 114.250 óbitos e 3,58 milhões de registros de infectados, de acordo com dados compilados do site da universidade americana na manhã deste domingo (23).

Os Estados Unidos aparecem como primeiro em vítimas fatais (176.372) e casos (5,66 milhões). O terceiro país em óbitos é o México, onde 60.254 pessoas perderam a vida para a doença. O terceiro em contaminações é a Índia, com 3,04 milhões. Na sexta-feira (21), o diretor geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou que espera que a crise do coronavírus acabe em menos de dois anos. No início do século passado, nesse mesmo período, a gripe espanhola matou mais de 50 milhões de pessoas no planeta.

Na avaliação da OMS, o Brasil passou a apresentar níveis de estabilização no contágio da doença. Na semana passada, pela primeira vez em quatro meses o contágio desacelerou, com uma taxa (Rt) de 0,98 – índice mostra que 100 pessoas contaminadas contagiam outras 98, que passam a doença para 96 e assim por diante. No mês de julho, a taxa chegou a 1,01 no Brasil, em um cenário considerado fora de controle.

Na Europa, a preocupação é com uma nova onda. Na França, na quinta-feira (20) e na sexta-feira, foram registrados mais de 4,5 mil novos casos por dia. As autoridades já analisam reforçar as medidas de prevenção regionalmente. A Espanha teve 15 mil casos somados entre quinta-feira e sexta-feira. Em Madri, devido ao aumento do contágio em bairros populares, as autoridades pediram que os moradores ficassem em casa. A Alemanha registrou no sábado (22) mais de 2 mil casos, o que não era verificado desde o fim de abril. Reino Unido e Dinamarca também apresentaram aumentos.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − 9 =