PATROCINADORES

Meta do BNDES é vender R$ 100 bilhões em participações acionárias

O novo presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Gustavo Montezano (foto), tomou posse nesta terça-feira (16) em cerimônia realizada no Palácio do Planalto. Segundo Montezano, uma de suas metas à frente do banco é vender R$ 100 bilhões em participações acionárias que a instituição tem em outras empresas, como Petrobras e Vale. O substituto de Joaquim Levy também disse que vai trabalhar para o banco devolver R$ 126 bilhões à União e abrir a “caixa-preta” do BNDES, sempre citada pelo presidente Jair Bolsonaro.

“Até o final do ano, o BNDES será menos banco e mais desenvolvimento”, afirmou Montezano durante a cerimônia.

Por que é importante

O processo de desinvestimento faz parte de uma visão liberal sobre o papel do banco, que vem desde o governo Temer

Quem ganha

O BNDES, que vai focar em investimentos considerados estratégicos para o país

Quem perde

Defensores da política dos "campeões nacionais", usada pelo BNDES durante os governos petistas para impulsionar as grandes empresas brasileiras

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × um =

Pergunte para a

Mônica.