PATROCINADORES

Mercado vê Selic a 5% até o final do ano

Os economistas das instituições financeiras reduziram a projeção de crescimento do PIB em 2019 de 0,82% para 0,81%. A perspectiva para a inflação (IPCA) no final do ano caiu de 3,80% para 3,76%. Em relação à taxa básica de juros (Selic), o mercado passou a ver espaço para um corte ainda maior até o fim do ano. Dos atuais 6% ao ano para 5% ao ano. A previsão anterior era de redução para 5,25% ao ano. Já a estimativa para a cotação do dólar em 2019 ficou em R$ 3,75. As informações constam no boletim Focus divulgado nesta segunda-feira (12) pelo Banco Central.

Por que é importante

Com a possibilidade de o PIB andar de lado em 2019, a avaliação do mercado é que o corte da Selic pode estimular uma retomada mais consistente da atividade econômica

Quem ganha

Inquilinos. A projeção para o IGP-M, usado no reajuste dos contratos de aluguel, caiu pela segunda semana seguida, de 6,63% para 6,61%

Quem perde

A perspectiva de crescimento da produção industrial, que recuou pela terceira vez seguida, de 0,23% para 0,19%

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.