PATROCINADORES

Mercado financeiro diminui projeção para o PIB em 2019

Os economistas de mais de 100 instituições financeiras reduziram a projeção para o crescimento do PIB brasileiro em 2019. Segundo o relatório Focus divulgado nesta quarta-feira (6) pelo Banco Central (BC), a economia do país vai avançar 2,3% no ano, ante aumento de 2,48% previsto na semana passada. Porém, a expectativa para 2020 melhorou, passando de alta de 2,65% para 2,70%. As previsões para o comportamento da inflação e a trajetória da taxa de juros permaneceram iguais. O relatório aponta para um crescimento de 3,85% no nível geral de preços, abaixo da meta estabelecida para o BC em 2019, de 4,25% – com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%. Para o ano que vem, a projeção é de uma inflação de 4%. O mercado também acredita que a Selic, taxa básica de juros da economia brasileira, será mantida em 6,5% ao ano até o fim de 2019 e vai subir para 8% ao final de 2020.

Por que é importante

A economia brasileira depende da aprovação da reforma da Previdência para crescer. Caso contrário, o país voltará a entrar em crise ainda neste ano

Quem ganha

O relatório também projeta um resultado positivo de US$ 51 bilhões na balança comercial brasileira

Quem perde

A atividade econômica, que não deve registrar um crescimento expressivo no ano

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.