PATROCINADORES

Mercado de trabalho ensaia recuperação, mostra indicador da FGV

A Fundação Getulio Vargas divulgou nesta terça-feira (8) que o Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp), que busca antecipar tendências do mercado, subiu 4,7 pontos em maio, para 83,4 pontos – em uma escala de zero a 200 pontos. O IAEmp retomou ao patamar de janeiro de 2021, antes dos efeitos da segunda onda da pandemia, mas ainda está abaixo do nível de fevereiro de 2020 (92 pontos), mês que antecedeu os impactos da crise sanitária no país. “A recuperação dos últimos dois meses deixa o indicador no mesmo patamar do início do ano. A melhora nas expectativas para o mercado de trabalho tem sido influenciada pela flexibilização das medidas restritivas e do avanço do programa de vacinação”, comentou Rodolpho Tobler, economista do FGV IBRE. “O cenário para os próximos meses parece ser de continuidade dessa retomada, mas ainda de maneira gradual e com alguns riscos, em especial, o de novas ondas da pandemia”, afirmou Tobler.

Por que é importante

No último levantamento publicado pelo IBGE, referente a março, a taxa de desocupação no país estava em 14,7%, com 14,8 milhões de pessoas na fila em busca de um trabalho

Quem ganha

Os profissionais que conseguiram uma recolocação com a melhora do cenário

Quem perde

Aqueles que tiveram suas vagas cortadas por efeito da crise

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.