PATROCINADORES

Maia: “Capitalização da Previdência só é viável com uma boa economia”

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que a capitalização da Previdência, sistema em que cada trabalhador contribui para a própria aposentadoria, vai ser discutida pelos deputados apenas no segundo semestre. Após acordo entre os líderes partidários, a proposta defendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, foi retirada do projeto original da reforma previdenciária encaminhado pelo governo. Maia afirmou que Guedes entendeu os motivos apresentados para a mudança.

“Acho que o ministro aprendeu ao longo dos meses que a construção de maioria depende do diálogo e aprovação depende de votos. Ele compreendeu que a capitalização só é viável com uma boa economia”, comentou o presidente da Câmara.

Por que é importante

A avaliação de Rodrigo Maia é que a discussão sobre a capitalização pode travar a tramitação da reforma da Previdência. Por isso, na visão dele, o debate sobre a mudança no sistema precisa ser feito separadamente por meio de uma nova proposta de emenda à Constituição (PEC)

Quem ganha

Maia, principal fiador da reforma no Congresso

Quem perde

O ministro Paulo Guedes, que insistiu para que a capitalização fosse mantida na proposta

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.