Document
PATROCINADORES

Lava-Jato teria poupado empresa de Guedes em denúncia, diz jornal

Reportagem do jornal Folha de S. Paulo aponta que a Operação Lava-Jato ignorou um repasse de R$ 561 mil de uma empresa do ministro Paulo Guedes (Economia) em uma denúncia contra um escritório de fachada suspeito de lavar dinheiro para um esquema de corrupção no governo do Paraná. O caso é de abril do ano passado, quando Guedes já integrava a pré-campanha presidencial de Jair Bolsonaro (PSL). Conforme a publicação, os responsáveis por outras duas companhias, que também fizeram pagamentos ao escritório investigado, foram presos, denunciados e viraram réus na ação penal. A Lava-Jato argumentou que a denúncia, na ocasião, focou pessoas e empresas sobre as quais havia “prova robusta”, mas que a investigação continua. Questionado pelo jornal, Guedes não informou os serviços que foram prestados.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.