Document
PATROCINADORES

Justiça nega recurso da União sobre privatização da Eletrobras

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) indeferiu pedido da União para derrubar a liminar que pode inviabilizar a privatização da Eletrobras no prazo previsto pelo governo Temer. A Justiça Federal em Pernambuco decidiu na semana passada suspender um mecanismo da Medida Provisória 814 de 2017 que cancelava vetos à desestatização da empresa e suas subsidiárias. Publicada no fim do ano passado, a medida tinha como objetivo permitir ao governo a contratação de estudos necessários ao negócio.

Por que é importante

O governo Temer tem prometido concluir ainda neste ano a desestatização da Eletrobras, que seria efetivada por meio de uma oferta de novas ações da companhia prevista para o segundo semestre, um movimento que reduziria a União a uma fatia minoritária na elétrica

Quem ganha

O governo já adiantou que está finalizando um projeto de lei sobre a privatização da Eletrobras. Assim, o Congresso poderá discutir cada detalhe do negócio

Quem perde

O plano de privatização da estatal pode não ser concluído ainda em 2018, como planeja o governo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.