Document
PATROCINADORES

Julgamentos de ações ficam mais céleres com reforma trabalhista

Nos seis primeiros meses de vigência, a reforma trabalhista reduziu em 40,6% o número de ações na primeira instância e tem colaborado para destravar o andamento dos processos nos tribunais superiores. De acordo com levantamento publicado pelo jornal Folha de S. Paulo, os recursos nos TRTs subiram 27,8% no período. O número ações à espera de uma decisão caiu de 1,8 milhão para 1,5 milhão.

Por que é importante

Com menos casos entrando, os juízes estão conseguindo dar mais celeridade aos trabalhos e liberando as ações para análise dos desembargadores

Quem ganha

A Justiça. A morosidade é a principal crítica sobre o andamento dos processos

Quem perde

Advogados trabalhistas que faziam pedidos irresponsáveis e propunham ações aventureiras

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.