Document
PATROCINADORES

Juan Guaidó não descarta ação militar na Venezuela

O presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, disse neste domingo (24) que não descarta uma intervenção militar no país, caso o ditador Nicolás Maduro não ceda. “A Constituição venezuelana da à Assembleia Nacional o direito de solicitar apoio desse tipo”, afirmou Guaidó, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo. Mais cedo, o presidente interino da Venezuela havia publicado em sua conta pessoal no Twitter “que devemos ter abertas todas as opções para conseguir a libertação desta pátria que luta e seguirá lutando”. Questionado pela Folha se estava escrevendo sobre uma possível intervenção militar no país, Guaidó respondeu: “Eu quis dizer exatamente isso, que devemos considerar todas as opções”.

Ainda na noite deste domingo, o político opositor Emílio Gonzáles, prefeito do município Gran Sabana, região que faz fronteira com o Brasil, fugiu da Venezuela pela mata, após denunciar a morte de 25 pessoas que estavam em confronto com forças pró-Maduro. A informação foi publicada pelo jornal O Globo. 

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.