Document
PATROCINADORES

Ipea melhora previsão de crescimento do agro, mas alerta para crise hídrica

Em nota divulgada nesta quarta-feira (23), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revisou para cima a projeção de crescimento do PIB agropecuário em 2021. Os pesquisadores subiram de 2,2% para 2,6% a previsão de expansão para este ano na comparação com 2020, com crescimento de 2,7% para a produção vegetal e 2,5% para a produção animal.

O que motivou o aumento na perspectiva foi a melhora no resultado esperado de itens importantes do setor. Apesar disso, os principais riscos estão relacionados à crise hídrica, que pode prejudicar mais do que o previsto a produção vegetal. O receio é com a possibilidade de adoção de medidas restritivas ao uso da água para a lavoura – em função da necessidade de poupar o recurso para a geração de energia.

Na produção vegetal, a queda estimada de culturas relevantes, como café (-21,0%), algodão (-19,7%), milho (-3,9%) e cana de açúcar (-3,1%), não é suficiente para comprometer o bom resultado geral da agricultura sustentada nas altas da produção de soja (9,4%), do arroz (2,8%) e do trigo (27,9%). Na produção animal, há projeção de um avanço de todos os segmentos: bovinos (0,9%), suínos (6,8%), aves (6,5%), leite (3,2%) e ovos (2,3%).

O levantamento foi realizado com base nas estimativas do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e em projeções próprias para a pecuária a partir de dados das Pesquisas Trimestrais do Abate, Produção de Ovos de Galinha e Leite.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.