Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Interromper isolamento antes do tempo será pior, diz economista-chefe do Itaú

Interromper isolamento antes do tempo será pior, diz economista-chefe do Itaú

Em uma videoconferência com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o economista-chefe do Itaú Unibanco, Mario Mesquita, afirmou que revogar as medidas de isolamento social antes do necessário seria pior, alongando a crise com novos contágios. Como resposta, a única solução viável no momento seria voltar a adotar o confinamento, o que prejudicaria mais ainda a economia. Mesquita e Maia participaram do debate “Propostas para o Recomeço”, promovido pelo jornal Valor Econômico, nesta sexta-feira (3).
 
O economista do Itaú afirmou que a instituição trabalha, no momento, com a expectativa de cinco semanas de isolamento e que a recessão será inevitável: “A questão é ver o tamanho do baque”. Na projeção oficial do banco, o PIB brasileiro pode recuar 0,7% em 2020. Mas não está descartada uma queda maior. Tudo dependerá da velocidade da recuperação.

Mesquita e Maia afirmaram que a competência para determinar a duração do confinamento deve ser apenas das autoridades de saúde.

Envie seu comentário

2 × cinco =