Document
PATROCINADORES

Incerteza em torno da economia sobe em abril, aponta FGV

O Indicador de Incerteza da Economia, divulgado nesta terça-feira (30) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 8,1 pontos em abril, para 117,3 pontos, maior nível para o índice desde setembro de 2018 (121,5 pontos). Pesquisadora da instituição, Raíra Marotta comentou o resultado.

“Uma série de fatores contribuíram para que o Indicador de Incerteza atingisse seu maior patamar desde as eleições presidenciais de 2018: no cenário interno, a instabilidade política do Governo e a gradual, mas consistente, tendência à revisão dos indicadores da economia; no externo, a guerra comercial entre EUA e China”, analisou. “Nos próximos meses, na medida em que o governo consiga avançar no alinhamento com o Congresso, é possível que o indicador volte a recuar”.

Por que é importante

A incerteza é alimentada pelos dados tímidos da atividade econômica e as dúvidas em relação à reforma da Previdência

Quem ganha

A oposição ao governo Bolsonaro

Quem perde

A economia brasileira. As instituições do mercado financeiro têm revisado para baixo a previsão de crescimento do PIB para 2019

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.