Pesquisar
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Imposto de importação de elétricos sobe nesta segunda (1º)

Alíquota para compra de veículos no exterior aumentará de 10% para 18% em julho

A partir desta segunda-feira (1º), a alíquota para a importação de veículos elétricos no Brasil aumenta de 10% para 18%. Segundo o cronograma do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, a tarifa continuará subindo progressivamente até atingir 35% em 2026.

O aumento afeta também veículos híbridos, plug-in e caminhões elétricos. Apesar disso, o preço nas concessionárias pode não subir imediatamente, pois muitas marcas anteciparam importações para manter estoques.

Em 2024, a venda de veículos 100% elétricos já superou as vendas de 2023 até maio. Cerca de 26 mil unidades foram emplacadas nos primeiros cinco meses do ano, representando um aumento de 34%. Pela primeira vez, os elétricos devem superar 1% de todas as vendas de automóveis no Brasil, com uma participação de 3% entre janeiro e maio.

A Anfavea, preocupada com o crescimento dos elétricos importados, especialmente da China, está pedindo ao governo que antecipe a alíquota de 35% para antes de 2026. Ricardo Bastos, presidente da Abve, criticou essa antecipação, afirmando que quebraria a previsibilidade de investimentos no país.

Bastos estima que o setor deve vender 150 mil carros elétricos até o fim do ano, um crescimento de 80% em relação a 2023. Ele também anunciou que duas montadoras, BYD e GWM, começarão a operar fábricas no Brasil em 2024, impulsionadas pelo programa Mover (Mobilidade Verde e Inovação).

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

[monica]
Pesquisar

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.