Document
PATROCINADORES

IGP-M dispara em maio e taxa vai a 37,04% em 12 meses

A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgou nesta sexta-feira (28) que o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis, subiu 4,10% em maio, acima da taxa de 1,51% observada em abril. O índice agora acumula alta de 14,39% no ano e uma expansão de 37,04% considerando os últimos 12 meses. Em maio de 2020, o IGP-M ficou em 0,28% e somava um avanço de 6,51% em 12 meses.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede o atacado, saltou 5,23% em maio ante 1,84% em abril. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que acompanha o varejo, subiu 0,61% em maio contra 0,44% em abril. Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) avançou 1,80% em maio frente 0,95% no mês anterior. Os três grupos componentes do INCC apresentaram no período: materiais e equipamentos (2,17% para 2,93%), serviços (0,52% para 0,95%) e mão de obra (0,01% para 0,99%).

“Os preços de commodities importantes voltaram a pressionar a inflação ao produtor. Em maio, o IPA avançou sob forte influência dos aumentos registrados para minério de ferro (de -1,23% para 20,64%), cana-de-açúcar (de 3,43% para 18,65%) e milho (de 8,70% para 10,48%). Essas três commodities responderam por 62,9% do resultado”, destaco André Braz, coordenador dos Índices de Preços.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.