Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

1 comentário

Guedes volta a defender micro imposto em “live”

Guedes volta a defender micro imposto em “live”

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu novamente ontem (3), em vídeoconferência, a adoção de um tributo nos mesmos moldes da extinta CPMF (que muitos empresários estão chamando de micro imposto) para ampliar a base de arrecadação no Brasil.

“Tem que ampliar a base de tributação. Em vez de ter só uma base de consumo e renda — e o Brasil tributa demais o consumo com impostos indiretos, que são regressivos, e de menos a renda –, é melhor, em vez de aumentar muito o imposto de renda, criar uma outra base de tributação qualquer, que podem ser transações digitais, pagamentos, alguma coisa que te permita manter alíquotas baixas”, afirmou Guedes.

Por que é importante
Embora Paulo Guedes veja a ideia com simpatia, um imposto nos moldes da antiga CPMF é combatido pelo presidente Jair Bolsonaro e selou a queda do então secretário da Receita, Marcos Cintra, no ano passado
Quem ganha
Marcos Cintra, um dos primeiros a defender o micro imposto no Brasil
Quem perde
Setores que hoje estão isentos de impostos e teriam de pagar tributos sobre qualquer tipo de transação financeira

Comentários

  1. Charbel

    Ao invés de reduzir os impostos para que a economia retome, vão querer aumentar mais ?
    Deveria pensar em ajudar as empresas médias e endividadas, anistiando e parcelando os inúmeros casos de empresas à beira da falência.

Envie seu comentário

15 + nove =