PATROCINADORES

Guedes diz que seguirá no cargo enquanto tiver confiança de Bolsonaro

Em entrevista ao podcast Primocast, que trata de investimentos, finanças e empreendedorismo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, reiterou que não pretende deixar o governo. Os rumores sobre uma possível saída de Guedes do cargo cresceram principalmente após a decisão do presidente Jair Bolsonaro de interferir na Petrobras e mudar o comando da estatal. O então CEO Roberto Castello Branco, aliado do ministro, foi destituído do posto para dar lugar ao general Joaquim Silva e Luna. Guedes afirmou que, apesar do episódio, conta com a confiança de Bolsonaro e que só pensaria em pedir demissão em caso de uma mudança de rumo na relação entre os dois. “Tenho noção de compromisso enquanto puder ser útil e gozar da confiança do presidente. Se o presidente não confiar em meu trabalho, sou demissível em 30 segundos. Se eu estiver conseguindo ajudar o Brasil, fazendo as coisas que acredito, devo continuar. Ofensa não me tira daqui, nem o medo, o combate, o vento, a chuva”, disse. “Consigo ter uma comunicação boa com o presidente de um lado e com a centro-direita de outro. O que me tira daqui é a perda da confiança do presidente e ir pro caminho errado. Se tiver que empurrar o Brasil para o caminho errado, prefiro sair. Isso não aconteceu, tenho recebido apoio do presidente e do Congresso para ir na direção certa”, reforçou.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 6 =

Pergunte para a

Mônica.