Document
PATROCINADORES

Governo propõe zerar Cide para conter alta do diesel

O governo federal anunciou na terça-feira (22) ter fechado um acordo com o Congresso para zerar a cobrança da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre o diesel. Como contrapartida, os parlamentares deverão aprovar o projeto para eliminar a desoneração da folha de pagamentos para todos os setores beneficiados nos próximos dois anos e meio. A Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis), que representa mais de 40 mil postos no Brasil, reagiu indicando que a decisão do governo é insuficiente para reduzir os preços. A entidade propõe que sejam reduzidas também cobranças de PIS/Cofins. “Se tirar somente a Cide, ela é insignificante, hoje ela representa 10 centavos por litro de gasolina e 5 centavos por litro de diesel”, comentou Paulo Miranda Soares, presidente da Fecombustíveis.

Por que é importante

A alta dos preços dos combustíveis motiva protesto de caminhoneiros com bloqueios de rodovias em vários estados brasileiros

Quem ganha

A Petrobras, que não vai alterar sua política de reajustes

Quem perde

O governo. Os acenos para reduzir os preços ainda são insuficientes para encerrar as manifestações

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.