Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Governo adota medidas protecionistas

Governo adota medidas protecionistas

O presidente Jair Bolsonaro prorrogou sete medidas antidumping e criou três novas entre janeiro e julho deste ano, de acordo com informações do Ministério da Economia. O dumping acontece quando uma empresa exporta um produto por um preço abaixo do praticado no seu mercado de origem. A iniciativa contraria o discurso de abertura comercial do ministro Paulo Guedes

As medidas protecionistas, com duração de cinco anos, atingem China, Alemanha, Coreia do Sul, Chile, Taiwan, Peru e Bareine. Entre os produtos que são alvo do dispositivo estão plástico para embalagens, ventiladores, aço, pneus de automóveis e papel cartão. O ápice da utilização de medidas antidumping se deu durante o governo Dilma Roussef (PT), quando, em 2013 e 2014, o Brasil adotou o dispositivo 43 e 42 vezes, respectivamente.

Por que é importante
As medidas antidumping foram muito utilizadas durante o governo Dilma Roussef (PT), mas vinham diminuindo desde o governo Temer (MDB)
Quem ganha
Empresas que serão beneficiadas pelas medidas
Quem perde
O país, que passa a criar distorções no sistema de concorrência caso as medidas sejam aplicadas por um período prolongado

Envie seu comentário

13 + nove =