PATROCINADORES

Governador de SP isenta pedágio, mas não quer pagar a conta

O governador de São Paulo, Márcio França (PSB), anunciou no sábado (26) a suspensão da cobrança do eixo suspenso, usado pelos caminhões que trafegam sem carga total, nos pedágios das rodovias paulistas. A isenção começa a vigorar a partir da 0h de terça-feira (29) – prazo negociado pelos líderes dos caminhoneiros para liberação das estradas bloqueadas. O fim da cobrança por eixo suspenso significa uma queda de cerca de R$ 50 milhões mensais na arrecadação das concessionárias que administram as rodovias paulistas. França informou que negocia com o governo federal um repasse para cobrir a isenção.

Por que é importante

Em ano de eleição, a greve dos caminhoneiros abre espaço para propostas populistas, que prejudicam a economia

Quem ganha

Os caminhoneiros, que serão beneficiados com a isenção

Quem perde

A população, que deve ficar com a conta

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + 3 =

Pergunte para a

Mônica.