PATROCINADORES

Futuro ministro critica decisão de Lewandowski

Gustavo Bebianno, futuro ministro da Secretaria-Geral da Presidência, disse nesta quinta-feira (20) que o maior desafio do próximo governo será equilibrar as contas públicas. Bebianno aproveitou para criticar a decisão desta semana do ministro Ricardo Lewandowski, do STF, que derrubou a medida provisória que adiava de 2019 para 2020 o reajuste de salários dos servidores públicos federais. “A principal tarefa, a mais difícil missão, é o equilíbrio das contas públicas. Não há como manter o Brasil nessa cultura de que aumentos são dados sem que se leve em consideração o equilíbrio das contas públicas, isso é muito ruim. Tenho certeza que ministro Lewandowski deve saber disso”, comentou o futuro ministro.

Por que é importante

A decisão de Lewandowski deve gerar um impacto fiscal de R$ 4,7 bilhões em 2019

Quem ganha

Os servidores que serão contemplados com o aumento

Quem perde

O novo governo, que precisará cortar gastos para cobrir o rombo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − quatro =

Pergunte para a

Mônica.