PATROCINADORES

FMI anuncia US$ 1 trilhão para combater coronavírus

Os 189 países integrantes do Fundo Monetário Internacional (FMI) poderão receber empréstimos de um fundo de US$ 1 trilhão para combater os efeitos da pandemia de coronavírus. O anúncio foi feito na segunda-feira (16) pela diretora-gerente da entidade, Kristalina Georgieva. Os recursos serão direcionados principalmente para nações emergentes.

Por meio de um comunicado publicado no site da instituição, Georgieva pediu aos governos que adotem ações conjuntas para impedir que o surto cause danos econômicos ainda maiores que os já registrados. “À medida que o vírus se espalha, o argumento para um estímulo fiscal global coordenado e sincronizado está se fortalecendo a cada hora”, afirmou.

O FMI já foi consultado por cerca de 20 países interessados em financiamentos de programas desta natureza. A prioridade dos gastos deve ser em saúde, políticas de alívio fiscal e auxílios aos mais afetados, afirmou a diretora-gerente do fundo.

As ações adotadas durante a crise financeira de 2008 devem ser necessárias novamente, admitiu a diretora, citando as medidas emergências do Federal Reserve e outros bancos centrais no domingo (15), como forma de garantir o fluxo de crédito à economia real. Georgieva declarou que o principal desafio se concentra nas ações de política monetária dos bancos centrais, que “precisarão equilibrar o difícil desafio de lidar com as saídas de capital dos mercados emergentes e os choques nos preços das commodities”.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + sete =

Pergunte para a

Mônica.