Document
PATROCINADORES

FGV: confiança da indústria engata segundo mês de recuperação

O Índice de Confiança da Indústria (ICI), divulgado nesta segunda-feira (28) pela Fundação Getulio Vargas, avançou 3,4 pontos em junho, para 107,6 pontos – em uma escala de zero a 200 pontos. Após um ciclo de quatro baixas nos primeiros meses de 2021, essa foi a segunda alta seguida do indicador, que se aproximou do patamar de fevereiro (107,9 pontos). O resultado foi influenciado tanto pela melhora da situação corrente quanto pelo aumento do otimismo em relação aos próximos meses. O Índice Situação Atual (ISA) subiu 1,8 ponto, para 111,3 pontos. O Índice de Expectativas (IE) teve um aumento de 5 pontos, para 104 pontos. O Nível de Utilização da Capacidade Instalada subiu 1,6 ponto percentual, para 79,4%, maior valor desde janeiro (79,9%). “A recuperação das economias externas e o avanço do processo de vacinação no país contribuem para o aumento do otimismo das empresas. Apesar disso, é preciso cautela considerando que o setor ainda enfrenta dificuldades ainda com a escassez de insumos, aumento dos custos que incluem a mudança de bandeira para a energia elétrica, podendo ser fatores limitadores para uma recuperação mais robusta no segundo semestre”, apontou Claudia Perdigão, economista do FGV IBRE.

Por que é importante

O resultado acima de 100 pontos indica uma avaliação mais otimista dos empresários da indústria com o momento e os rumos dos negócios

Quem ganha

Com o avanço da vacinação, a expectativa de uma retomada mais consistente

Quem perde

As incertezas do cenário podem afetar os investimentos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.