PATROCINADORES

Ex-ministro de Dilma pode integrar equipe de Guedes

Paulo Guedes, futuro ministro da Economia, considera ter na equipe um ex-ministro do governo Dilma Rousseff (PT), além de três nomes que integram o governo do atual presidente Michel Temer (MDB). O economista Joaquim Levy, que comandou o Ministério da Fazenda no início do segundo mandado da petista, está cotado para assumir a presidência do BNDES. Do governo Temer, Guedes pretender manter o atual secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida; o presidente da Petrobras, Ivan Monteiro; e a secretária-executiva do Ministério da Fazenda, Ana Paula Vescovi, que pode assumir a presidência da Caixa.

Por que é importante

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) prometeu "abrir a caixa-preta do BNDES" no início do mandato

Quem ganha

Paulo Guedes, que tem autonomia para montar a equipe econômica do futuro governo

Quem perde

A ala que resiste a nomes ligados aos governos petistas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + treze =

Pergunte para a

Mônica.