Document
PATROCINADORES

EUA sofre taxa recorde de demissões

Americanos pediram demissão em um ritmo recorde em agosto, com quase 3% entregando suas demissões, informou o governo americano na terça-feira (12). O número de desistências aumentou em agosto para 4,3 milhões, 242 mil a mais que em julho. A taxa de desistência aumentou para uma alta série de 2,9%.

Em comparação, os empregadores demitiram 1,3 milhão de trabalhadores.

O Departamento do Trabalho disse que o salto nas demissões é o maior em registros que datam de dezembro de 2000, e acima dos 4 milhões em julho. As contratações também desaceleraram em agosto, mostrou o relatório, e o número de vagas abertas caiu para 10,4 milhões, de um recorde de 11,1 milhões no mês anterior.

Os dados sugerem que a variante Delta causou estragos no mercado de trabalho em agosto: com o aumento dos casos de covid-19, as demissões aumentaram em restaurantes e hotéis e aumentaram em outros empregos públicos, como varejo e educação.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.