Document
PATROCINADORES

EUA oferece dez milhões de vagas, mas não há quem queira trabalhar

Reportagem do Washington Post deste domingo (22) mostra que há dez milhões de ofertas de emprego nos Estados Unidos. No entanto, empresários e empreendedores não conseguem preencher essas vagas – somente em julho foram criados 943 000 postos de trabalho, mas há uma forte escassez de mão de obra.

O Post utiliza como exemplo a cidade de Memphis para ilustrar a situação. Um empreendedor não consegue funcionários para ajudá-lo em sua cafeteria e não encontrou motoristas para trabalhar em sua empresa de aluguel de limusines. Em outro caso, o dono de uma rotisseria teve de apelar a familiares para manter o local aberto. E uma franquia da Subway na Main Street, a maior rua de comércio local, deixou a seguinte placa em sua vitrine: “Devido à falta de empregados, estamos temporariamente fechados nesta semana. Pedimos desculpas pelo incômodo”.

Analistas apontam várias razões para este fenômeno. Uma delas: há trabalhadores que só se interessam por trabalho remoto. Por outro lado, existe também grande oferta de trabalho em depósitos de e-commerce que ficam longe dos grandes centros, o que desestimula os candidatos. Além disso, como o auxílio desemprego do governo está em um patamar bastante razoável, muitos desempregados podem se dar ao luxo de esperar por ofertas com maiores salários. Por fim, há quem tenha abandonado suas carreiras antes da pandemia pois encontrou outras vocações após meses de confinamento.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.