PATROCINADORES

Energia e medicamentos pressionam expectativa de inflação

A Fundação Getulio Vargas divulgou nesta quarta-feira (24) que os consumidores esperam inflação mais alta para os próximos 12 meses. A expectativa subiu para 5,3% em abril – avanço de 0,2 ponto percentual em relação a março. Na comparação com abril de 2018, houve crescimento de 0,3 ponto percentual. “Apesar da desaceleração dos preços de alimentos em abril, compensando o choque recente, há uma pressão de preços de energia elétrica e medicamentos que influenciam não apenas a percepção atual do consumidor, mas alteram ligeiramente suas perspectivas para os próximos meses”, destacou Viviane Seda Bittencourt, coordenadora da sondagem.

Por que é importante

O Indicador de Expectativa de Inflação dos Consumidores é obtido com base em informações da Sondagem do Consumidor, realizada mensalmente pela FGV com 2,1 mil brasileiros em sete das principais capitais do país

Quem ganha

Consumidores com a faixa de renda acima de R$ 9,6 mil, com a menor projeção para inflação (4,5%)

Quem perde

Consumidores com a faixa de renda até R$ 2,1 mil, com a maior perspectiva para inflação (6,1%)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.