PATROCINADORES

Dona de navio grego suspeito de desastre ambiental no Nordeste coleciona problemas

A Grécia é líder global no mercado de navegação comercial, com a maior frota do mundo em termos de capacidade de transporte, mas navios de bandeira grega carregam a fama de serem causadores de problemas. A Delta Tankers, empresa grega fundada em 2006, é proprietária de 30 navios (que, somados, têm capacidade para transportar 4 milhões de toneladas). Entre eles, o navio Bouboulina, suspeito de ser a origem do vazamento de óleo que poluiu mais de 280 praias do litoral nordestino. Em 2016, um navio da companhia provocou um acidente no porto de Primorsk, próximo a São Petesburgo, na Rússia. A colisão causou prejuízos de US$ 27 milhões. No mesmo ano, o próprio Boubolina foi atacado por piratas no litoral da Nigéria. Depois disso, seguiu sua rota e, entre os dias 20 e 27 de julho, atracou em portos brasileiros em São Francisco do Sul (SC), São Sebastião (SP) e Angra dos Reis (RJ).

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − 7 =

Pergunte para a

Mônica.