PATROCINADORES

Diretor do BC: “Dólar vai para onde tiver que ir”

Em evento na tarde desta terça-feira (18), Fabio Kanczuk, diretor de política monetária do Banco Central, disse que “o câmbio vai para onde tiver que ir”, salientando que a autoridade financeira não estabelece um nível para a moeda. Segundo Kanzuck, o regime de câmbio flutuante no Brasil faz com que o “BC só intervenha (na cotação) para evitar problemas de funcionamento no mercado”. O diretor ressaltou a tese de Roberto Campos, presidente do BC, de que a atual depreciação do real frente ao dólar é diferente do ocorrido anteriormente, quando os indicadores de risco na economia brasileira eram mais altos.“Tipicamente, um câmbio depreciado significava menos crescimento, mas por razões outras que não tinham nada a ver com o câmbio.” Segundo o executivo, “é difícil saber o que está acontecendo. A única razão mais clara é a mudança nos juros. O real deixou de ser uma moeda especulativa e agora é uma moeda de funding, que se compra para especular com outras moedas”.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.