Pesquisar
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Dilma Rousseff é eleita Mulher Economista de 2023

Decisão, de acordo com a entidade, foi tomada durante 729ª Plenária Ordinária

A ex-presidente Dilma Rousseff foi eleita a Mulher Economista de 2023 pelo sistema Cofecon/Corecons. O Cofecon é o Conselho Federal de Economia.

A decisão, segundo a entidade, foi tomada durante a 729ª Plenária Ordinária do Cofecon, realizada no último sábado (9). “Dilma Rousseff, atual presidente do Banco dos Brics, ex-presidente do Brasil e renomada economista, foi escolhida por sua significativa contribuição para o desenvolvimento econômico e social do país ao longo de sua carreira”, afirma o Cofecon em nota publicada em seu site oficial.

Ainda conforme o comunicado, a premiação destaca “a celebração do mérito da economista, mas também destaca a importância de reconhecer e valorizar as mulheres que desempenham papeis relevantes na promoção do desenvolvimento com responsabilidade social.”

A solenidade de entrega do prêmio, ainda de acordo com a entidade, será em 2024, mas a data ainda não confirmada.

Quando Dilma deixou a Presidência, o governo tentava controlar a economia por meio de preços administrados e diversas políticas consideradas intervencionistas por investidores, como a desoneração da folha de pagamentos para apenas algumas empresas e o controle de preços de combustíveis.

Dilma acumulou resultados ruins do PIB (Produto Interno Bruto). No 1º ano de seu 2º mandato, a economia encolheu 3,8% em relação ao ano anterior. Até agosto de 2016, quando ela deixou definitivamente o cargo, o país se arrastava com outra retração econômica de 4,4%.

As acusações de “pedaladas fiscais” basearam o processo de impeachment de Dilma. A então presidente teve o mandato cassado por infringir a Lei de Responsabilidade Fiscal. A denúncia teve 2 fundamentos:

  • a edição de decretos para a abertura de crédito suplementar sem autorização do Congresso Nacional;
  • o atraso proposital do repasse de dinheiro para bancos e autarquias, com o objetivo de melhorar artificialmente as contas federais (manobra conhecida como “pedalada fiscal”).

Confira as vencedoras das edições anteriores:

  • 2022 – Tania Bacelar
  • 2021 – Esther Dweck
  • 2020 – Denise Lobato Gentil

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

[monica]
Pesquisar

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.